Skip to main content

Pão nosso de cada dia: história e curiosidades

Acordar de manhã cedo já com cheiro de pão fresquinho e aquele café recém passado é delicioso, certo?! O pão, hoje, é consumido praticamente todos os dias pelos brasileiros. Conforme a AGAS (Associação Gaúcha de Supermercados), em 2016 a média foi de 43kg per capita ao ano, ficando atrás de países como Argentina (80kg/ano), Chile (100kg/ano) e França, que lidera com 176kg/ano.

É muito pão por pessoa!

Existe uma variedade de pães e receitas que mudam de acordo com cada região e culturas do mundo. Os pães podem ser produzidos com ou sem fermento, assados a beira de fogueiras, em cima de pedras ou em fornos industriais super tecnológicos. Eles podem ser básicos (farinha, sal e água) ou enriquecidos com sementes, aveia, e outros tipos de farinhas, por exemplo, mas o que importa é que é sempre uma delícia.

 

BREVE HISTÓRIA:

Conta à história que o pão teve sua aparição há mais de 12 mil anos na região da Mesopotâmia, hoje, Iraque, onde existem os primeiros registros da sua elaboração. Acredita-se que foi nesta época que o trigo começou a ser cultivado na região, originando a tradição da produção do pão. Estes pães eram bem diferentes dos que consumimos hoje. Eram achatados, secos e duros e para o consumo era necessário imergi-los em água. Mais tarde, quase 3 mil anos a.C., é que surgiu a primeira padaria, na região do Egito. Historiadores acreditam que nesta época os pães eram dados em forma de salário juntamente com jarras de cerveja aos trabalhadores. Somente com a queda do Império Romano, há 250 anos a.C., é que surgiu a tradição do pão feito em casa. Na verdade, como uma necessidade, pois comprar o pão se tornou muito caro. Depois disso, a França começou a se especializar, aprimorando as receitas e criando as primeiras variedades. Depois disso o pão se alastrou pelo mundo.

 

CURIOSIDADES:

– O pão chegou ao Brasil com a vinda dos portugueses no século XIX;

– Os pães mais conhecidos no Brasil são: pão francês, croissant, baguete, pão sírio, pão italiano, pão de forma, pão de centeio, pão australiano, bisnaguinha, pão de batata, pão ázimo, ciabatta, pão de queijo e pão integral;

– O pãozinho de padaria tem vários nomes: bengala, broa, brotinho, cacetinho, careca, carioquinha, filão, filãozinho, francês, bisnaga, pão de sal;

– O pão francês não é nem um pouco popular na França. O pão preferido dos franceses é a baguete. Aliás, o nosso pãozinho francês é chamado por lá de pistolle (pistola);

– Baguete significa “bastão”. Apesar do ser muito consumido na França, ela surgiu na Áustria;

– Por que quando fica velho o pão endurece e a bolacha velha amolece? Porque o pão perde a água de sua massa e a bolacha absorve a umidade do ar 🙂

– Em 8 de julho, comemora-se o Dia do Padeiro. Em 16 de outubro, o Dia Internacional do Pão.

 

Deu fome? Aproveite a receita do pão caseiro no DiPaolo clicando aqui, e mão na massa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *