Skip to main content
sagu com creme

Curiosidades sobre o Sagu com Creme

O sagu é uma sobremesa muito tradicional no Sul do Brasil e, aqui no DiPaolo, sempre faz o maior sucesso. Para realçar ainda mais seu sabor, a sobremesa é acompanhada de um delicioso creme. É como dizem os gaúchos: de lamber os beiços!

Hoje viemos contar algumas curiosidades e dicas sobre esse doce que todo mundo adora e tem gostinho de sobremesa da nonna, desde a origem ao modo de preparo. Vem ver!

#1 Feito de quê?

Originalmente, o sagu é a fécula extraída de algumas espécies de palmeiras, muito comuns nos países do extremo oriente, chamadas popularmente de saguzeiros. Com a vinda dos imigrantes europeus para o Brasil, o nome também foi associado à fécula que os índios extraíam da mandioca, mas foi somente depois de muitos anos que o alimento adquiriu o formato que conhecemos, em pequenas bolinhas.

#2 Sabor mais suave

Por ser feito com vinho, bebida de alto teor alcoólico, é preciso ter cuidado durante o preparo para que a sobremesa não fique agressiva ao paladar. A dica é da Leila Zechin, nutricionista do DiPaolo: “O segredo para o sagu ficar suave é queimar o álcool do vinho antes de cozinhá-lo”. Isto é, quando o vinho ferver, é necessário riscar um fósforo e colocar dentro da panela para queimar todo o álcool. Surpreendente, não é?

#3 Para não passar do ponto

Leila alerta, também, que as bolinhas do sagu continuam cozinhando após desligar o fogo, portanto é importante desligá-lo um pouco antes do cozimento completo e aguardar até que o sagu fique morno para, então, levá-lo à geladeira, mexendo de vez em quando.

#4 Creme sem película

Quando o creme é colocado ainda quente em uma vasilha e fica em contato com o ar, a camada superior esfria e cria uma película, formando grumos no creme. Para que isso não aconteça, a vasilha deve ser coberta com plástico filme, de modo que este fique totalmente em contato com o creme. Assim, ele ficará lisinho e saboroso por mais tempo.

#5 Vinho tinto especial

A escolha do vinho tinto faz toda a diferença no preparo do sagu. Além de conferir sabor mais acentuado à receita, o vinho seco evita que a sobremesa fique excessivamente doce. E aí vai um segredinho especial da Casa DiPaolo: aqui, o sagu é feito com vinho Bordô seco.

#6 Toque especial

Sagu com vinho ou com suco de uva? Com os dois! O suco de uva integral combinado ao vinho seco, ambos tintos, é o que contribui para a complexidade do sabor e do aroma característicos do sagu do DiPaolo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *