Skip to main content

Curiosidades da imigração italiana para o Brasil – Parte I

Os primeiros imigrantes italianos começaram a vir para o Brasil ainda em 1800 e as embarcações chegaram até meados de 1920. Muitos deles vieram fugidos da recessão que vinham enfrentando em seu país. A história da imigração italiana tem seus pontos fortes, tristes, mas também de alegrias e conquistas. Por isso, criamos uma série com três textos que irão mostrar pontos curiosos deste povo e sua luta que influenciam até hoje a cultura gaúcha e brasileira. Confira as primeiras curiosidades:

  • As viagens que traziam os imigrantes ao Brasil, feitas em navios a vapor, podiam durar até 40 dias. Os italianos viajavam na terceira classe dos navios;
  • Entre 1876 e 1915, 24% dos italianos que saíram da Europa vieram para a América do Sul;
  • Os primeiros imigrantes italianos chegaram ao Brasil em 1870 ,e de início, se instalaram na região Sul, na Serra Gaúcha: colônias Conde d’Eu e Dona Isabel, hoje Bento Gonçalves e Garibaldi;
  • As regiões que mais receberam imigrantes italianos foram o Sudeste e o Sul. O Estado com maior porcentagem de descendentes de italianos é São Paulo;
  • Calcula-se que mais de 25 milhões de brasileiros tenha origem italiana, a maioria de imigrantes vindos das regiões do Vêneto, Campânia, Calábria, Lombardia e Abruzzo;
  • Segundo o IBGE, a maioria dos imigrantes italianos veio da região do Vêneto, seguidos por italianos vindos da Campânia, Calábria e Lombardia;
  • Apenas quatro regiões italianas não contribuíram com praticamente nenhum imigrante para o Brasil: Ligúria, Úmbria, Lácio e Sardenha;
  • 21 de fevereiro é o Dia Nacional do Imigrante Italiano.

Estas são algumas curiosidades referentes à chegada dos imigrantes. Em breve, postaremos outros detalhes sobre o início da colonização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *