Skip to main content

Caxias do Sul: 5 locais para você visitar quando estiver na Serra Gaúcha

Caxias do Sul, localizada a 128km de Porto Alegre, é rodeada pelos municípios mais turísticos da Serra Gaúcha. A cidade é considerada um dos maiores polos metal-mecânicos do Brasil e, mesmo recebendo novos moradores que vêm em busca de trabalho, não perde a sua essência italiana. Isso faz com que Caxias do Sul vá além de sua notável produção industrial: ela abraça vinícolas, universidades, parques, museus, monumentos e muitas atrações, normalmente ligadas à cultura da imigração italiana.

São tantos locais interessantes para se conhecer que elegemos 5 pontos de Caxias do Sul essenciais e que você deve visitar quando estiver na Serra.

  1. Festa da Uva

Essência de Caxias e base para vinhos, espumantes e sucos, não é a toa que a uva merece uma festa só para ela. A Festa da Uva acontece a cada dois anos, sempre em fevereiro, que é a época da vindima – colheita da uva –, e toda Caxias e região se preparam para receber pessoas do Brasil inteiro. Muitas atrações acontecem antes e durante os dias do evento, como escolha da Soberana e Princesas da Festa, exposição sobre a história da imigração italiana, exposições de empresas, shows, música, dança e é claro, muita uva! É uma verdadeira celebração à saga italiana representada por este ícone que é um dos pilares da cultura.

E se não for época da Festa da Uva? Não se preocupe! O espaço fica aberto para visitação praticamente o ano todo e você pode relaxar em um passeio bem divertido.

  1. Réplica de Caxias do Sul – Pavilhões da Festa da Uva

Dentro do espaço onde ocorre a Festa da Uva, existe uma réplica em madeira de tamanho real da cidade, construída em 1975, e que retrata Caxias de 1885. Trata-se de um conjunto arquitetônico com 20 casas de madeira, incluindo a igreja e o coreto, reproduzindo a Avenida Júlio de Castilhos e a Rua Doutor Montaury daquela época. À noite, a réplica é cenário do espetáculo ‘Som & Luz’ que conta a saga da imigração italiana.

  1. Museu Ambiência Casa de Pedra

Uma construção do século XIX que em sua história serviu de residência, armazém, ferraria, celeiro e abatedouro de suínos. Desde 1974, com sua desapropriação, passou a ser um museu dedicado ao modo de vida da época de sua construção. A casa é feita de pedras basálticas assentadas e rejuntadas com barro. Possui dois andares, é dividida em sala e cozinha no térreo e o quarto no andar superior, sendo toda ela mobiliada e cheia de objetos e instrumentos utilizados no cotidiano da época.

  1. Estrada do Imigrante

Um belo passeio cheio de paisagens deslumbrantes! Ela recebeu este nome por ter sido o caminho que os imigrantes percorreram quando chegaram à região. A estrada conta com belas igrejas, como a de São Pedro e São Paulo, casas de pedra e de madeira da época e a Gruta da Terceira Légua.

  1. Museu da Uva e do Vinho

O Museu Municipal da Uva e do Vinho Primo Slomp, localizado no interior da Cooperativa Vitivinícola Forqueta, expõe objetos usados na cultura da uva e em sua transformação industrial para fabrico do vinho, como barris e pipas, cestos de vime, vasilhames e fotografias históricas do século 19. A Cooperativa foi inaugurada em 11 de agosto de 1929 e é considerada a mais antiga da América Latina. Ao final do passeio, os visitantes podem optar por participar da degustação ou fazer aquisições dos vinhos, sucos e produtos coloniais, e ainda podem ser surpreendido por uma apresentação do Grupo Felice Persone – canções e histórias bem humoradas –, autêntico representante da tradição italiana denominada “filó”.

Se depois de visitar tanta coisa legal bater aquela fome, nada melhor que encerrar esse passeio super italiano em uma das Casas DiPaolo de Caxias do Sul 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *